Diferenças entre os principais CMSs do mercado.

17 de maio de 2011

CMS (sigla em inglês de Content Management Systems) é um sistema que permite a criação, gerenciamento e armazenamento de websites. Suas maiores características são a criação, edição e inserção de conteúdo totalmente em tempo real, sem a necessidade de programação via código, e de forma dinâmica e ainda possui um grande quantidade de funções através de complementos que podem ser agregados.
Com o CMS a empresa tem total autonomia sobre o conteúdo e dispensa a presença de um profissional dedicado, eliminando alto custo de um funcionário pois, com o CMS, permite-se fazer qualquer alteração como em um simples editor de texto.

Dentre os CMS:

O WordPress é o mais recomendado para sites que tenham foco na publicação de conteúdo em formato de blog, pois é de fácil utilização e configuração.
O Drupal é mais recomendado para projetos mais longos e não possui muitas ferramentas gráficas mas, possui uma extensa gama de configurações.
O Joomla possui muitos recursos visuais, é facil de personalizar e tem muitos componentes e complementos disponíveis.

Referências:

http://www.portal2web.com.br/software-livre/drupal-x-joomla-x-wordpress-qual-o-melhor-cms.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_de_gerenciamento_de_conte%C3%BAdo


Postado por: Bruno Villas Boas de Oliveira 


Diferenças entre Microblogs, Blogs, Sites, Portais e Comércio Eletrônico

2 de maio de 2011

BLOG

Um blog é um site estruturado de forma que permita uma atualização rápida e simples, chamado de “post”. São, na sua maioria, organizados em forma cronológica (inversa) e podem ser escrito por várias pessoas, de acordo com a estrutura do blog. Em blogs se combina textos, imagens e links para outros blogs ou outros sites. Na sua maioria oferecem facilidades que dispensam conhecimentos em HTML e permitem a constante interação entre os usuários. Com o uso constante de vídeos na internet, através do Youtube e o videolog, a palavra “blog” assumiu um significado mais amplo.

Exemplos de Blogs:

verdadedaufologia.blogspot.com

blogdanuri.blogspot.com

abcdaweb.wordpress.com

MICROBLOG

É uma estrutura de site em formato de blog mas, com limitações em relação aos blogs tradicionais. As atualizações são breves e curtas e é restrito a um grupo específico de usuários. Podem ser atualizados, também, via SMS, MSN, e-mail ou pelo próprio site do microblog.

Exemplos de Microblogs:

twitter.com/

webblogs.com/

plurkbrasil.blogspot.com/

SITES

É um conjunto de páginas Web, em padrão HTTP e organizados, geralmente, num mesmo servidor.  Seguem uma hierarquia definida pela URL e geralmente tem um propósito ou é dedicado para um fim específico (particular ou organizações).  São escrito em HTML mas muitos utilizam tecnologia agregada com o PHP, ASP, entre outros afim de tornar os sites mais dinâmicos e interativos. Alguns sites utilizam também plugins, que são instalados nos navegadores de internet com a finalidade de exibir ou executar objetos ou programas não suportados nativamente pelo site ou pelo navegador (ex.: applets java, flash, javascript).

Algumas “funções”, ou finalidades, de sites: Institucional, Informativo, aplicações, armazenagem de informações, comunitários e portais. É considerado por muitos especialistas como a melhor ferramenta de propaganda.

Exemplos de sites:

http://www.artcore-illustrations.de/

http://www.wallswaps.com/

http://www.webtalents.pl/

PORTAIS

São páginas na internet que servem como referência  é o ponto de partida para algo.  Os portais oferecem aos usuários uma entrada para a utilização de serviços na internet. Os portais possuem ferramentas de busca, fóruns, notícias, serviços, etc. Em termos de conteúdo, é completo. Devido a sua complexidade e tamanho são utilizados na sua construção ferramenta de gestão de conteúdo – CMS, pois os tradicionais HTML não são suficientes.

Exemplos de Portais:

http://www.globo.com/

http://br.yahoo.com/

http://www.terra.com.br/portal/

COMÉRCIO ELETRÔNICO

É a realização de comércio por meio da internet, incluindo venda não só de produtos e serviços físicos(entregues off-line por meio tradicional mas de produtos como softwares que podem ser digitalizados e entregues on-line, por meio da internet).  Ou seja, uma forma de transação comercial através da internet com um computador ou Smartphones.

E mais o e-comerce ou comércio eletrônico envolve a realização de trocas de produtos, serviços e informações entre diferentes agentes.

Agentes do E-Comerce:

ATORES Consumidores Empresas Governo
Consumidores C2C C2B C2G
Empresas B2C B2B B2G
Governo G2C G2B G2G

Sendo:

C2C: Troca entre consumidores.  Exemplo:Leilões virtuais.

C2B ou B2C: Troca entre consumidores e empresas. Exemplos:Compras em lojas virtuais ou atendimento on-line.

C2G ou G2C:Trocas entre consumidores e governo. Exemplos:Pagamentos de taxas e impostos; solicitação de serviços públicos, reclamações.

B2B:Troca entre empresas.  Exemplos: Vendas de produtos agrícolas ou fornecimento de matéria-primas para industrias.

G2G:Troca entre órgãos do Governo.

São fundamentos  do e-commerce: segurança, criptografia, moedas e pagamentos eletrônicos. Envolve-se ainda em pesquisa, desenvolvimento, marketing, propaganda, negociação, vendas e suporte. Em conexões eletrônicas com clientes, fornecedores e distribuidores, o comércio eletrônico implementa eficientemente as comunicações de negócio, para expandir a participação,  e manter a viabilidade no ambiente de negócio.

Exemplos de sites onde realiza-se o Comércio Eletrônico:

http://www.mercadolivre.com.br/

http://www.americanas.com.br/

http://www.receita.fazenda.gov.br/


Lista de Referências:

Apostila competindo com TI do Professor Aldenei Felix

http://www.iadis.net/dl/final_uploads/200713C045.pdf

http://pt.wikipedia.org/wiki/Com%C3%A9rcio_eletr%C3%B4nico

http://pt.wikipedia.org/wiki/Microblogging  
 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Blog
 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Portal_%28internet%29
 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Site

                                                                                                                                     Por: Bruno Villas-Boas de Oliveira / Julliana Teixeira

Direitos Autorais: ©(copyright) ®(registrado) ™(trade mark) cc(creative commons)

26 de abril de 2011

Direitos Autorais:

É um conjunto de direitos que uma pessoa ou corporação possui, visando a proteção do autor e aqueles ligados a ele.

Onde a criação é resguardada de forma que sejam segurados os direitos patrimoniais e morais, ou o direito de reivindicar a autoria do produto e proteger a obra intelectual que é o produto físico em si.

Atualmente os direitos autorais são regulamentados pela constituição federal de acordo com o Art. 18 da Lei 9.609, que protege a propriedade intelectual de programas de computador e a Lei 9.610 é que regula o direito do autor. Ambas datadas em 19 de Fevereiro de 1998.

Hoje as principais proteções autorais mais utilizadas são: Registrado (®), Trade Mark (™), Copyright (©), Creative Commons (CC).

Nós que iremos trabalhar na área temos obrigação de saber o significado desses símbolos tm, c , r e cc (™ © ® cc) e o porque que eles aparecem ligados a trabalhos de design.

O símbolo r (®) significa “registrado” e é vinculado a projetos em que a marca esteja registrada e por isso mesmo é proibido o uso da sigla por outras pessoas.  É crime também fazer uso do “r” sem que aja registro verdadeiro(falsidade ideológica). É crime da mesma forma fazer uso de algo que esteja registrado como se fosse seu.

O símbolo tm (™) significa a mesma coisa que o r (®), mas em inglês (trade mark ou marca de comércio).

O símbolo c (©) significa copyright, é algo criado por uma pessoa que têm os direitos autorais (direitos de autor), mas é um tipo de registro que pode ser utilizado por quem não o tem, no entanto as pessoas que querem usar têm que pagar ao criador, ou seja, o dono pode cobrar pelo seu uso.

É importante conhecer também o creative commons, que segundo Ronaldo Lemos “é um projeto global que cria um novo modelo de gestão dos direitos autorais”, a razão da criação do creative commons é a de tentar melhorar a forma de proteção da obra criada.  Ainda segundo ele todo conteúdo criado deve ser protegido por direito autoral e a utilização depender da autorização do criador.  O projeto permite também que os criadores  possam gerenciar os seus direitos autorizando a coletividade a alguns sobre uso da sua criação e vetando a outros.  Apesar de ser um projeto voluntário, atualmente existem cerca de 150 milhões de obras licenciadas por esse projeto e mostra que o direito autoral deve ser exercido pelos seus criadores e autores.

O Creative Commons é um projeto global, presente em mais de 40 países.  No Brasil, ele é coordenado pela Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas no Rio de Janeiro. O projeto permite que autores e criadores de conteúdo, como músicos, cineastas, escritores, fotógrafos, blogueiros, jornalistas e outros, possam permitir e vetar o uso dos seus trabalhos por parte da sociedade.

Lista de Referências:

http://www.criatividadevisual.com/significado-dos-simbolos-tm-c-e-r-%e2%84%a2-%c2%a9-%c2%ae/
http://www.overmundo.com.br/overblog/o-creative-commons-e-os-direitos-autorais
http://www.creativecommons.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=61&itemid=0

Por:  Cristiano S. Santos